Powered by OrdaSoft!

Quando Cristo Nosso Mestre esteve aqui no nosso amado Mundo, muitos queriam que Ele cuidasse de todos sem nada oferecerem em troca. Não se trata disso, meus irmãos.
Tudo é muito complicado e nada deve ser feito sem a participação de nós mesmos.
O trabalho é uma constante na nossa vida e devemos nos ater em tudo o que nos for permitido realizar.
O sucesso não depende dos outros, mas sim de nós mesmos.
Quando um homem não consegue desenvolver sua missão pessoal, há que se propor outra de menor valor, mas algo sempre tem que ser produzido.
Isso é a evolução.
Isso é a vida e a vida não é um ato impensado.
Não se pode fugir da realidade verdadeira, ou seja, tudo está em franco desenvolvimento.
Estamos certos de que um dia iremos todos viver em total harmonia, mas para que isso aconteça o mais cedo possível, devemos trabalhar muito em favor dos menos favorecidos.
Não pensem que somente trabalhando honestamente para o sustento próprio, seja a chave do mundo feliz.
Não. Muito mais tem que ser produzido.
O sustento próprio faz parte de um dos pontos a ser desenvolvido na longa estrada da vida.
Porém, o trabalho na prática da caridade é muito mais importante e necessário.
Nunca chegaremos ao estágio da felicidade pura se não passarmos pela depuração do nosso ser, que se faz com a ajuda ao próximo.
Toda a infelicidade que nos acompanha é fruto de nossa ociosidade nessa área.
Estamos acostumados a seguir por um caminho mais fácil.
Estamos sempre prontos a nos sustentar através do nosso conforto pessoal.
Os bens materiais são importantes, mas somente devem servir como apoio em nossa caminhada.
Nada mais do que isso.
Procuremos nos manter longe da matéria quando ela não é importante e procuremos ficar próximos dos nossos irmãos necessitados.
Aí está a verdadeira ponte que une os mundos atrasados aos mundos superiores.
Nesses locais de paz e harmonia, todos vivem em união de pensamento.
Todos buscam o trabalho em função de todos.
Servem como meio de vida.
O conforto pessoal é uma simples conseqüência.
Viveremos em estado de total alegria.
Mas quanto ainda teremos que percorrer!
Quanto ainda teremos que buscar!
O tempo não é inimigo de ninguém.
Para uns ele só trás problemas, enquanto para outros, só alegrias.
O tempo somos nós quem determina.
Se quisermos seguir na estrada da felicidade constante ao nosso avanço, devemos então, procurar o melhor meio de encontrá-la.
Devemos  utilizar o  nosso próximo como nosso meio de crescimento e não buscar no conforto total da matéria.
Pensemos sempre nos nossos irmãos.
Trabalhemos nos nossos planos espirituais.
Trabalhemos em benefício de todos.
Pensemos em tudo o que fizermos em benefício do bem comum.
O nosso trabalho profissional, material, espiritual.
Tudo deve servir ao próximo.
De pouco adianta o bem pessoal em relação ao bem comum.
Se quisermos subir a escada eterna rapidamente, devemos procurar auxiliar o próximo, caso contrário, subiremos a escada degrau em degrau, lentamente.
Estamos todos no mesmo campo de trabalho.
Muitos amigos encarnados de hoje, são os mesmos de ontem.
Porém, o distanciamento varia muito em função de cada um.
Enquanto procuramos a nossa vida comum, distanciamos de muitos de nossos amigos de outrora.
Novas amizades se formam, com muito maior sinceridade, à medida que avançamos na evolução.
Os laços de fraternidade são mais fortes e as comunicações mais fáceis e sinceras.
Há um acúmulo de bem estar.
Conhecemos mundos assim, mas existem muito mais ainda, que não podemos imaginar no momento.
Então o que estamos fazendo agora?
Perder tempo em supérfluos é se lamentar num futuro breve.
Estender a mão hoje, ou começar a simplesmente pensar na fraternidade geral, é começar a sentir a paz e o amor ensinados por nosso Mestre Jesus.
Que todos nós tenhamos sempre momentos de reflexão no bem comum.
Que todos sintam a verdadeira caridade em seus corações e que todos aguardem a alegria e a paz brotarem em seus corações dia a dia...

 ksillo

Mensagem psicografada em 10/04/96 por Raul Franzolin Neto

  • Up Next A Lápide - Filme vencedor da 5ª edição do festival internacional de...
    Ocorreu em Portugal a 5ª edição do festival internacional de animação BANG Awards 2020 que premiou, com a primeira colocação, o filme A Lápide, animação de Lucas Tannuri e música de Zé Henrique Martiniano sobre texto de Allan Kardec. Contou com a participação de artistas de vários continentes e países como Espanha, Chile, Portugal, França, Itália, Brasil, Holanda, China, Russia, Alemanha, Estados Unidos, Argentina, Irã, Japão, Israel, entre outros.Mais de 400 filmes de grande diversidade, qualidade e criatividade, participaram da competição.A premiação aconteceu por meio de votação na Internet e resultou como primeira colocada, a animação A Lápide, com 1.050 votos e 19.050 visualizações. Fonte: FEB
  • Up Next Hospital Espírita André Luiz - HEAL - Belo Horizonte - MG
    João Lúcio, filósofo, contador de histórias. Mas agora ele vai contar a sua história de luta e superação com o amparo do Hospital Espírita André Luiz.
  • Up Next Jadim das Oliveiras - Belém - PA
    Somos uma organização que há quase 50 anos atua na Amazônia, Norte do Brasil, no Estado do Pará, na cidade de Belém. Hoje o Jardim atende famílias inteiras, todos os membros fazem um plano de desenvolvimento e qualidade de vida. São 70 famílias, 360 pessoas envolvidas diretamente. Junto com a comunidade o Jardim atende perto de 1.000 pessoas por mês. Há educação infantil para 100 crianças em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Alimentamos cerca de 200 pessoas por dia; fazemos mais de 1500 consultas médicas odontológicas e psicológicas por ano; estamos integrados em toda a rede socioassistencial pública e privada.