Powered by OrdaSoft!

A vida se apresenta claramente como um moderno mecanismo de colaboração mútua. Tudo demonstra um esforço gigantesco direcionado para o bem coletivo. Nos ambientes da natureza em seus conhecidos ciclos e mesmo no próprio funcionamento do corpo humano, com breve observação nota-se esse caminhar solidário. É um perfeito sistema colaborativo.

O egoísmo não faz parte desse processo, ele é fruto da imaturidade, introduzido sim pela irreflexão que gera ambição, vaidade, arrogância, elementos presentes expressivamente no comportamento humano, frutos todos do egoísmo. Este um autêntico “câncer” moral, gerador dos sofrimentos que assolam o planeta.

A consciência de colaboração, todavia, inspirada pela grandeza da solidariedade, convida-nos a essa nova postura, peculiar à natureza. Isso, todavia, exige o empenho pessoal, o esforço de continuidade na adoção de novas posturas, justamente nessa direção e foco colaborativo.

Os exemplos nessa direção são muitos. Basta pesquisar. O bem é lei da vida. Todo desvio dessa rota resultará em aflições, lágrimas, dificuldades. Atentemos para agir como facilitadores das circunstâncias, centralizadores do bem, com consciência do bem. Nunca nos esqueçamos: o bem e o amor são leis da vida. Contrariá-los é construir desdobramentos que exigirão reparação. Melhor agir como ensina a natureza. Afinal, somos capazes de raciocinar, e, melhor, somos capazes de amar também. É querer e vencer as tendências egoístas que ainda nos dominam.


Sobre o autor:

 

Orson Peter Carrara: Nasceu em Mineiros do Tietê-SP. Orson é escritor, jornalista, editor e orador espírita, publicando artigos nos principais órgãos da imprensa espírita brasileira e internacional. Autor de vários livros e palestrante em todo o país. Seus textos caracterizam-se pela objetividade e linguagem acessível a qualquer leitor, estando disponibilizados em vários sites de divulgação espírita. Reside atualmente em Matão-SP.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar