UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA

 

PEDRO PAULO AMORIM


RENOVAÇÃO CRISTÃ: DE KARDEC A LUTERO. O papel do livro na cisão do Movimento Espírita Brasileiro (1949 –a 2010)


Dissertação submetida ao Programa de Pós-Graduação em História da
Universidade Federal de Santa Catarina para a obtenção do Grau de
Mestre em História Cultural.

Orientador: Prof. Dr. Artur Cesar Isaia.

Florianópolis - 2011

RESUMO. Esta dissertação tem como objetivo analisar como a Renovação Cristã, grupo religioso oriundo do Grupo EspÌrita Bezerra de Menezes, fundado em 1984 na cidade de São José do Rio Preto no Estado de São Paulo, posteriormente criador do Movimento de Reformas, objetivando a construção de uma nova denominação religiosa trilhou um caminho inusitado, o qual a leva de Kardec a Lutero. Analisamos como uma instituição pertencente ao campo espírita, após abandonar este último, forja uma nova religião que se apresenta como um amálgama de elementos pertencentes ao Espiritismo e ao Luteranismo. Uma das peculiaridades deste movimento, que mereceu toda nossa atenção, foi a utilização por parte da Renovação Crisã da histórica oposição ao Roustainguismo existente no interior do campo espírita como instrumento político definidor de sua nova identidade.