UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

FACULDADE DE EDUCAÇÃO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

 

 

Anderson C.F. Brettas

 

 

EURÍPEDES BARSANULPHO E O COLÉGIO ALLAN KARDEC. Capítulos de História da Educação e a Gênese do Espiritismo nas Terras do Alto do Paranaíba e Triângulo Mineiro (1907/1918) - (Parte 1)

 

EURÍPEDES BARSANULPHO E O COLÉGIO ALLAN KARDEC. Capítulos de História da Educação e a Gênese do Espiritismo nas Terras do Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro (1907/1918) - (Parte 2)

 

Dissertação apresentada como requisito parcial para a obtenção do título de mestre junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação, sob a orientação do prof.° Dr. José Carlos Souza Araújo.

 

Uberlândia, MG

2006

 

Resumo

No início do Século XX, surgiu na cidade do Sacramento, pequena cidade do Alto Paranaíba mineiro, uma escola singular e pioneira, embasada nos princípios do espiritismo francês, o Collégio Allan Kardec, fundado e dirigido por um professor que se tomou um ícone dessa doutrina filosófica e religiosa bem disseminada na cultura e na identidade brasileira, Eurípedes Barsanulfo. Esta dissertação tem como objetivo central o resgate da memória desse educandário no tempo vivido por Barsanulfo, da criação, em 1907, até a sua morte, em 1918, analisando em que medida as representações coletivas e o imaginário da doutrina professada e estampada na nomenclatura da instituição eram efetivamente implantadas e vivenciadas em seu cotidiano. Nosso eixo teórico é o referencial contido na linha de pesquisa história das instituições escolares, originada metodologicamente na importante ruptura realizada nas reflexões historiográficas pelos estudiosos franceses da escola dos annales com as formas tradicionais de abordagem dessa ciência, ampliando notadamente seus objetos e fontes de investigação. A história não é fragmentária, mas totalizante, englobando a sociedade, a economia, a cultura, a política, a educação, enfim, todas as esferas da existência humana inter- relacionadas. Nessa perspectiva, permeamos, neste trabalho, a busca das origens históricas, filosóficas e conceituais da doutrina espírita, bem como a trajetória de Allan Kardec, pseudônimo adotado à época da conversão à doutrina do estudo do mundo dos mortos por Hippolyte Léon-Denizard Rivail, eminente pedagogo com um currículo de serviços engajados na melhoria do ensino e da educação de seu país. Este o foco do primeiro capítulo que pontua, ainda, os alicerces contidos nos mestres antecessores de Kardec na pedagogia espírita , Comenius, Rousseau e Pestalozzi. No segundo capítulo, mapeamos, numa perspectiva histórica e sociológica a chegada do espiritismo ao Brasil e sua notável disseminação que mesclou-se mesmo à identidade nacional e às representações populares. No terceiro capítulo, tratamos da história da educação do país enfatizando as transformações econômicas e sociais brasileiras na passagem do Império para a República, momento em que ocorreu uma gradativa transição de uma sociedade agrária e exportadora para urbana e industrial, fenômeno traduzido num entusiasmo pela expansão do ensino e da educação, tendência verificada pelo discurso e pela ação de diversos atores sociais, como os intelectuais engajados na formação de um certo pensamento nacional. Finalmente, no quarto e no quinto capítulo, enveredamos pela busca de relevantes aspectos da história regional e da história da educação no Triângulo Mineiro, abordando as raízes de Sacramento e da região do Brasil Central, seu desenvolvimento social e econômico; as várias faces de atuação do cidadão e ativista religioso Eurípedes Barsanulfo; as etapas do processo de escolarização da cidade; e a constituição, desenvolvimento, cotidiano escolar e práticas pedagógicas do Collégio Allan Kardec, precursor da chamada pedagogia espírita no Brasil.

 

PALAVRAS-CHAVE: Espiritismo, Eurípedes Barsanulfo, Colégio Allan Kardec, Alto Paranaíba, Triângulo Mineiro, Sacramento - MG, Instituições Escolares