Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

UNIVERSIDADE DE FRANCA

Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu – Mestre em Lingüística

 

ROSANA CLÁUDIA DA SILVA

 

A EMOÇÃO “MAQUIADA” DE RAZÃO: ASPECTOS PROSÓDICOS E ARGUMENTATIVOS DE UMA PALESTRA ESPÍRITA KARDECISTA

Dissertação apresentada á Universidade de
Franca, como exigência parcial para a
obtenção do título de Mestre em Lingüística.

Orientadora: Profa. Dra. Maria Flávia de Figueiredo Pereira Bollela.

FRANCA
2008

RESUMO

SILVA, Rosana Cláudia da. A Emoção “Maquiada” de Razão: Aspectos Prosódicos e Argumentativos de uma Palestra Espírita Kardecista. 2008. 102 f. Dissertação (em Lingüística) – Universidade de Franca, Franca.

Esta dissertação estuda a atuação dos elementos prosódicos na palestra espírita kardecista, um discurso religioso de ordem doutrinária, procurando conhecer como a velocidade da fala e o volume, elementos prosódicos, operam argumentativamente corroborando para que se efetue a persuasão. O corpus deste trabalho é composto pela gravação em áudio de uma palestra realizada por Divaldo Franco: Provas Científicas da Existência de Deus. São analisados os aspectos orais do discurso religioso que toma forma de palestra em sua constituição argumentativa, para verificar a relação entre a prosódia e a argumentação com objetivo de persuadir. A pesquisa levou em conta os elementos verbais do discurso para a produção dos efeitos de sentido em um discurso cuja pretensão é induzir a crença com base em raciocínios que se pautam pela razão, mas que, no entanto, apresenta uma gama de elementos do plano da emoção. Para realizar a ação proposta, a análise fundamentou-se na Fonética e na Fonologia, na Nova Retórica e Argumentação e na Análise da Conversação. O estudo permitiu verificar que a morosidade e a entoação monocórdica são traços constitutivos da palestra analisada. Comprovou também que, os elementos prosódicos, em especial, volume e velocidade, agregam a palestra uma maior dinamicidade. Fato que se mostra com mais evidência nos momentos em que o orador manifesta construções discursivas ligadas mais ao ethos e ao pathos do que ao logos. A análise revelou ainda, que os elementos prosódicos e argumentativos articulados conjuntamente no discurso proferido pelo orador emprestam à palestra um aspecto mais emocional do que racional em oposição ao que defende no plano semântico. Deste modo, espera-se que a pesquisa contribua com os estudos já realizados sobre o assunto, despertando o interesse por novas pesquisas.

Palavras Chave: Prosódia; oralidade; argumentação; palestra espírita.

Powered by OrdaSoft!