A Vida em Evolução

 

                                                                                                                                         Sernion

 

 Durante milhões e milhões de anos o pequeno planeta Terra foi envolvido pela nebulosa fria aguardando o desenrolar do mistério Divino

 E o verbo se fez presente

 O surpreendente início de nova jornada aconteceu

 Micro seres vivos ultimados à povoar o planeta se estabeleceram lentamente.

 E permaneceram atentos a manter o foco da vida humana.

 Mas a batalha pela sobrevivência das espécies foi indestrutível em favor da complexidade

 Novos caminhos ganharam a luta a cada passo.

O ser que iria povoar a morada do Senhor ainda tardará muito tempo

E o verbo se fez

Na evolução humana da vida não há que se retroceder em nada

Cada ser é definitivamente necessário dentro da sua conduta evolutiva

E cresce sempre

Nunca se desfaz a essência que brinda o Espírito imune

As formas surgem e desaparecem conforme os propósitos

Ademais, há que se ter a responsabilidade por tudo

A preservação dos meios justifica os esforços 

Naqueles indesejáveis que não colaboram diretamente há que serem substituídos

Os filhos da cultura geral da nova era devem sobreviver mais 

E a cadência reestruturada para outros meios igualmente 

A busca de novos mundos se faz concomitantemente com novos DNA físicos

Caberá a cada um refletir muito em sua essência para contribuir com o todo

Diante da evolução eterna e infinitivamente sábia tudo segue em passos maiores

Nós estamos aptos a promover a bondade Divina em favor da casa do Pai

Entretanto, não conseguiremos atingir os objetivos finais sem nossos irmãos em carne e osso

A sensação de dever cumprido depende de cada ser em seu aperfeiçoamento próprio

Neste caso não duvidamos do bem estar de todos

Turbulências, transtornos, inseguranças, desastres, desconfortos, intransigências..

Nada fica parado...há de ter novos desafios sempre

Vencer, crescer, morrer e renascer até os desígnios do viver

 Daí para frente novos tempos em outras moradas

 Que sejamos assim...

Mensagem psicografada por Raul Franzolin Neto em 04/01/2018